Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Senac qualificou mais de 200 profissionais em polos turísticos do Pará.

Senac qualificou mais de 200 profissionais em polos turísticos do Pará.

Publicado em: 08 Fev 2017 | TURISMO

Com o propósito de disseminar conhecimentos para profissionalizar e impulsionar o turismo paraense, em 2016 o Senac formou 235 trabalhadores ligados a atividades do setor nos principais polos turísticos do estado. As ações deram prosseguimento à cooperação com o Programa Estadual de Qualificação do Turismo (PEQtur), desenvolvido pela Secretaria Estadual de Turismo (Setur), para atender pessoas atuantes em toda a cadeia produtiva do turismo como, por exemplo, Hotelaria, Gastronomia, Entretenimento e Lazer, Eventos, dentre outros.

Barcarena, Belém, Canaã dos Carajás, Capanema, Parauapebas, Peixe-Boi, Ponta de Pedras, Salinópolis, São Francisco do Pará e Tracuateua receberam os cursos do Senac no último ano, na finalidade de promover melhorias alinhadas às necessidades do turismo em cada polo. Foram 11 turmas em cursos de qualificação e aperfeiçoamento realizados sem custos para os alunos, dentro do Programa Senac de Gratuidades.

As capacitações foram em Gestão de Pequenos negócios (04 turmas), Qualidade no Atendimento ao Turista (04 turmas), Boas Práticas de Higiene e Manipulação de Alimentos, Cozinha regional e Inglês Aplicado ao Turismo de Aventura, com duração entre 40 e 160 horas/aula. Todas as formações tiveram o objetivo de conscientizar para a prática de um turismo profissional e sustentável, priorizando as especificidades e padrões culturais de cada polo turístico, com vistas ao aumento da empregabilidade e da qualidade de vida.

Implementado em 2012, o PEQTur é um dos mecanismos do Plano Estratégico do Turismo do Estado do Pará, “Ver-o-Pará”, e conta com o Senac desde 2015 na formação da mão de obra do turismo paraense. No último ano, houve um crescimento de 71% no atendimento do Senac ao programa, em comparação ao ano anterior. “O Estado precisa capacitar profissionais, seja para que exerçam a função de trabalhador, seja para empreenderem como empregador de outras pessoas, movimentando a economia e gerando emprego e renda”, resumiu o titular da Setur, Adenauer Góes.

Turismo de qualidade tem Senac
 
Na proposta educacional do Senac de inserir o aluno na realidade da atuação profissional, os cursos em apoio ao PEQTur transcenderam as salas de aula. No polo turístico Araguaia-Tocantins, os alunos do curso de Qualidade no atendimento ao turista (40h/a), ocorrido de 04 a 21 de julho em Parauapebas, participaram de visitas técnicas em pontos turísticos da região, como a Área de Proteção Ambiental (APA) do Igarapé gelado, um espaço de 23.284,74 hectares da floresta amazônica, criado em 1989 para garantir a proteção dos recursos naturais. Eles também conheceram a maior das três minas do Complexo de Carajás, pertencente a companhia Vale, denominada N4.

Gilberto Vieira, diretor da Cooperativa de Ecoturismo de Carajás (Cooperture) participou do curso e destacou que a padronização no atendimento foi um dos pontos cruciais do aprendizado. “Atuo como condutor de atrativos naturais da cooperativa, conduzo atividades como trilhas e observação de aves e, com certeza, o curso mudou bastante o meu jeito de atender ao turista. Agora sei da importância de padronizar o atendimento, de agradar o turista e promover nele um encantamento pelo local visitado”, destacou. O Centro de Educação Profissional de Parauapebas (CEP Parauapebas) realizou a segunda turma deste curso na cidade de Canaã dos Carajás, no período entre 27/06 e 14/07, somando 36 certificações.

Ainda no polo Araguaia-Tocantins, o Centro de Educação Profissional Ações Móveis (CEP Ações Móveis) certificou 15 alunos de Barcarena, no curso de Gestão de pequenos negócios (40h/a), entre 22 e 26 de agosto. A capacitação atendeu membros da comunidade da Praia de Cuipiranga na Ilha de Trambioca, uma localidade que vislumbra no empreendedorismo um fator fundamental para seu desenvolvimento.

A aluna Lia Pantoja Messias  encontrou nos debates e nas dinâmicas do curso os conhecimentos fundamentais para identificar possibilidades de negócios. “A visitação na ilha vem crescendo e, por isso, foi importante descobrir ao longo do curso no que seria viável empreender, aprendendo a parte de gestão e até mesmo o atendimento ao turista. O material didático e os instrutores do Senac foram excelentes. Abriram nossas ideias”, contou Lia.

No mesmo mês o CEP Ações Móveis estive no polo turístico Marajó, especificamente no município de Ponta de Pedras, ofertando a terceira turma de Qualidade no atendimento ao turista, que certificou 22 concluintes. De acordo com relato dos próprios alunos, o conhecimento obtido no curso oportunizou o fortalecimento do turismo local com o mapeamento dos atrativos e dos pontos turísticos da região, ainda pouco conhecidos até mesmo por quem trabalha na área.

Dentro do polo turístico Amazônia Atlântica, o Centro de Educação Profissional de Castanhal João Gluck Paül (CEP Castanhal) atendeu, prioritariamente, 04 municípios da Rota turística Belém-Bragança (Capanema, Peixe-Boi, São Francisco do Pará e Tracuateua), uma rota delimitada pela Setur como estratégia para incrementar o turismo em áreas de influência da Região Nordeste do Pará.

O município de São Francisco do Pará foi atendido com os cursos de Boas Práticas de Higiene e Manipulação de Alimentos (01/09 a 15/09) e de Cozinha regional (19/09 a 30/09), ambos de 40h/a, reunindo 39 concluintes. Em Peixe-Boi a quarta turma de Qualidade no atendimento ao turista ocorreu de 31/10 a 14/11, resultando em 21 certificações. Capanema e Tracuateua tiveram turmas do curso de Gestão de pequenos negócios, nos períodos de 12 a 25 de julho e 16 a 30 de agosto, respectivamente.

Fora da rota turística Belém-Bragança, o CEP Castanhal levou para Salinópolis duas turmas de Gestão de pequenos negócios: uma de 16 a 29/11 para atender a demanda da prefeitura municipal e outra de 21/11 a 05/12 para atender à Rede de Desenvolvimento Sustentável e Turístico da Amazônia Atlântica (Redestur). O curso nos três municípios somou 86 alunos certificados.

Pelo polo turístico Belém, o Centro de Educação Profissional Armando Martins Corrêa Pinto (CEP Belém) certificou 16 monitores de turismo cultural e condutores de trilhas e caminhadas da capital, no curso de Inglês Aplicado para Turismo de Aventura, (160h/a), realizado de 09 de agosto a 14 de novembro.





Com informações da Setur
Texto: Daniele Brabo/Senac Pará
Foto Capa: Thiago Gomes/ Agência Pará
Galeria: Senac Pará


Galeria de fotos


Em caso de dúvidas, entre em contato através de nossa Central de atendimento ou através de nossa fanpage no Facebook.


Mais notícias

Mais notícias